Home Mundo Cristao Está proibido políticos nos púlpitos das igrejas no Quênia

Está proibido políticos nos púlpitos das igrejas no Quênia

118
igrejas_Quênia
Foto RNS por Fredrick Nzwili

Ao menos três denominações proibiram os políticos de fazer campanha nos púlpitos das igrejas: “não respeita a santidade do culto”

No Quênia, as igrejas anglicana, presbiteriana e católica proibiram políticos de falarem as suas congregações e fazer campanha durante os cultos. Elas alegam falta de respeito à santidade da liturgia.

Em contrapartida, a Igreja Metodista mantém as portas abertas para todos. “A igreja é para todas as pessoas. Os seres humanos são políticos, então não há nada de errado em convidar políticos para a igreja”, disse Ntombura ao Religion News Service em uma entrevista por telefone.

No Quênia, cerca de 85% da população é cristã. Desses, 33% são protestantes e 20,6% são católicos. Os muçulmanos representam 11% da população.

A proibição

Este mês, o arcebispo Jackson Ole Sapit, Primaz anglicano do Quênia, anunciou a proibição da sua igreja em receber políticos. Todos são bem-vindos nas igrejas, mas temos os bancos e o púlpito. O púlpito é para o clero e os bancos para todos os que vêm ao culto”, afirmou ele em 12 de setembro.

De acordo com CBN News, analistas estão dizendo que as igrejas estão tentando recuperar a posição de “árbitros honestos” em um país que as eleições costumam gerar conflitos violentos, que já resultaram em mortes.

*Com informações de CBN News

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here